sábado, 19 de novembro de 2005

Pais Experientes... ou não!

Hoje de manhã saimos de casa directamente para o Hospital CUF Descobertas.
Papá e Mamã aflitos, filhota bem disposta mas «SURDA»!

A Carolina acordou sem ouvir!

Depois de várias experiências chegámos à conclusão que só nos conseguia ouvir se falássemos num tom alto e virados de frente para ela. De resto estava bem disposta e só quando insistimos disse que lhe doía o ouvido esquerdo.

Apesar de continuar constipada, não tinha febre e a tosse até diminuira... não conseguíamos encontrar uma razão para esta surdez! A única vez que ela teve uma otite a febre apareceu logo nos 40.º C!

Na triagem, depois de nos desculparmos pela estranheza das queixas, a enfermeira sorriu e disse que provavelmente era uma rolhão de cera, situação que por vezes causa este tipo de aparente surdez, ainda adiantou que o filho dela andara assim há pouco tempo.

Esperámos algum tempo numa sala cheia de meninas e meninos, alguns mais murchinhos do que outros, e quando fomos chamados para a consulta eu começava a achar que a médica se ia rir de nós... mas afinal não! Depois de explicar mais uma vez os estranhos sintomas que nos tinham levado ao hospital, a médica (muito simpática) disse que o mais provável era ser uma OTITE, apesar de a Carolina não ter febre.

Pelo visto um dos primeiros sintomas da otite pode ser surdez e só depois aparecer a febre. Assim, no ouvido direito, o primeiro observado (e o que não doía), o diagnóstico foi uma ligeira inflamação; no ouvido esquerdo mal a médica espreitou riu-se e disse "E queria a mãe que a Carolina ouvisse! Tem uma bola que lhe tapa completamente o ouvido! Uma grande otite!".

Saimos de lá com uma receita para o antibiótico (Clamavox), pigos para o nariz (Neo-Sinefrina), avisos para a febre que pode ainda aparecer e para a surdez que vai continuar até a inflamação desaparecer, mas também muito mais aliviados porque apesar de tudo é apenas uma otite.

Ao fim de quase 4 anos e por causa da menina saudável que temos, a nossa experiência de pais resume-se a quase nada quando a Carolina por qualquer razão apresenta algum sintoma diferente daqueles mais habituais. Apesar disso, o que eu peço é que nos seja dada a oportunidade de manter esta, realmente, Santa Ignorância!

6 comentários:

  1. Eu também era uma ignorante até a minha filha ir para o infantário, em Setembro último! Otites ainda não teve e espero não vir a saber o que isso é. Vocês devem ter apanhado um valente susto!
    As melhoras rápidas!

    ResponderEliminar
  2. Tadinha :(

    Aqui está uma coisa que espero que ela não saia a mim :(

    Beijinhos e miminhos para ela :)




    ps- pronto pronto....para ti também :)

    ResponderEliminar
  3. A Bia também está com uma otite cerosa (é mesmo só cerosa, não causada por bacteria ou virus que precisam de antibiótico), e também estava assim a meio que receosa do que os médicos iam pensar porque a unica queixa era alguma surdez.

    As melhoras!

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Bem,que coisa estranha...não fazia ideia que a surdez pudésse ser um dos sintomas da otite. Ainda bem que as "senhoras otites" ainda não passaram lá por casa.
    As melhoras rápidas da Carolina!
    Beijinhos
    Ps:Desculpa o post acima(carreguei sem querer no botão e enviei o post antes de o ter concluído)

    ResponderEliminar
  6. Espero que passe muiiito rápido!

    Por cá, nunca houve otites, mas no infantário da M. já tinham dito que pode haver otites que não têm praticamente sintomas (febre, por ex.). Temos de estar sempre atentas...

    Beijinhos, principalmente para a Carolina :D

    miminhos
    de pano

    flor de leite

    ResponderEliminar